Ir para o conteúdo
Buscar
NAVEGUE EM NOSSO SITE
Encontre o que deseja
Você está no perfil:

Mudar Perfil

Agência de Notícias

Buscar
BUSCA DE NOTÍCIAS
Juíza do TJBA assina artigo no livro “As Políticas Públicas no Direito Constitucional Fraterno – Estudos em homenagem à Ministra Laurita Vaz”, lançado este mês 
28 de novembro de 2023 às 18:31
Juíza do TJBA assina artigo no livro “As Políticas Públicas no Direito Constitucional Fraterno – Estudos em homenagem à Ministra Laurita Vaz”, lançado este mês 

A Juíza do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) Patrícia Cerqueira Kertzman Szporer, Titular da 1ª Vara de Sucessões, Órfãos e Interditos de Salvador, assina um artigo no livro “As Políticas Públicas no Direito Constitucional Fraterno – Estudos em homenagem à Ministra Laurita Vaz”. 

O exemplar foi lançado em 23 de novembro, na cerimônia de abertura do III Congresso IEDF / Direito e Fraternidade e VIII Seminário do Grupo Comunhão e Direito do Centro-Oeste. A ação conta com o apoio do Chefe do Judiciário baiano, Desembargador Nilson Soares Castelo Branco. 

A obra – organizada pelos ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Reynaldo Soares da Fonseca e Ribeiro Dantas, e por Rafaela Silva Brito, Fábio Francisco Esteves e Sandra Taya – é uma coletânea de artigos científicos sobre políticas públicas, que abordam o constitucionalismo fraternal e exploram questões atuais e pertinentes para a comunidade jurídica, com foco nos direitos fundamentais, especialmente o direito à educação. 

Aposentada, Laurita Vaz exerceu o cargo de ministra por 22 anos e foi a primeira mulher a presidir o STJ.

A homenageada da noite afirmou que só se pode falar em justiça quando ela se propõe fraterna, mediante a construção de uma sociedade mais plural, harmônica e gentil. “Nós podemos escolher, todos os dias, se podemos tornar os dias dos nossos semelhantes mais fáceis. É uma forma de exercitar a gentileza e a fraternidade”, declarou a Ministra. 

Ao rememorar seus anos de magistério, Laurita Vaz lembrou da felicidade em compartilhar conhecimentos com os alunos e aprender com eles, e citou um verso de Cora Coralina: “Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”. 

Na conclusão de seu discurso de agradecimento, a Ministra ressaltou a importância de entender a mudança que uma sentença pode representar na vida das pessoas, e propôs uma reflexão: “ao enfrentar um processo, encontre uma forma de enxergar a pessoa por trás do processo”. 

Descrição da imagem: ministro Reynaldo Soares da Fonseca e a Juíza Patrícia Cerqueira Kertzman, com exemplar do livro em mãos, de pé, posando para foto. [fim da descrição]. #pracegover #pratodosverem  

Texto publicado: Ascom TJBA