Ir para o conteúdo
Buscar
NAVEGUE EM NOSSO SITE
Encontre o que deseja
Você está no perfil:

Mudar Perfil

Agência de Notícias

Buscar
BUSCA DE NOTÍCIAS
PJBA promove seminário sobre práticas restaurativas na área da Educação; evento integra a Semana Restaurativa do Brasil
12 de novembro de 2022 às 19:42
PJBA promove seminário sobre práticas restaurativas na área da Educação; evento integra a Semana Restaurativa do Brasil

Tendo em vista a Semana da Justiça Restaurativa, que ocorre de 20 a 26 de novembro, o Núcleo de Justiça Restaurativa de 2º Grau do Poder Judiciário da Bahia (NJR2G-PJBA), com o apoio da Universidade Corporativa (Unicorp), realiza o seminário “Pela Justiça Restaurativa na Educação” na quarta-feira (23), das 8h30min às 12h. O evento ocorre no Auditório Desembargadora Olny Silva, com transmissão ao vivo no Youtube, e conta com a participação de autoridades estaduais, nacionais e internacionais. 

Acesse o canal do Poder Judiciário no Youtube 

A fim de promover discussões e estudo aprofundado, compõem a mesa do seminário a Desembargadora Joanice Maria Guimarães de Jesus, Presidente do NJR2G; a Magistrada Maria Fausta Cajahyba Rocha, Juíza da Vara de Execução de Medidas Socioeducativas em Salvador; o australiano Terry O’Connell; e o Psicólogo e Psicoterapeuta Paulo Moratelli. Convém ressaltar que ocorrerá, das 13h30min às 18h, a apresentação de oficinas de práticas restaurativas. 

A Semana da Justiça Restaurativa é um movimento realizado em escala nacional e internacional. O PJBA está participando do evento pelo terceiro ano consecutivo. O tema geral, definido para o ano corrente de 2022, é “Pela Justiça Restaurativa na Educação”. As ações desenvolvidas ao longo da semana visam estimular a ampla difusão das práticas da Justiça Restaurativa (JR) nas escolas. 

Acesse a programação nacional 

No âmbito do PJBA, vale salientar que, além do NJR2G e da Unicorp, a Escola de Magistrados da Bahia (Emab), também, integra o evento. 

A JR trata-se de um conjunto de princípios, métodos e técnicas de resolução pacífica e estruturada de conflitos, que aposta na conscientização das pessoas que compõem um processo judicial, sobre quais fatores causaram os episódios de violência. Na busca por uma solução, a JR aproxima, em torno de um diálogo conciliador, o responsável pelo conflito, seus familiares, a vítima (quando possível) e todos aqueles que se envolveram de alguma forma. 

  

Descrição da imagem: Palestrante e participantes do curso pousam para a foto na sala, ao redor da imagem de vídeo conferência da Desembargadora Joanice Maria Guimarães de Jesus, no fundo. [fim da descrição]. 

#pracegover #pratodosverem  

Texto publicado: Ascom PJBA