Ir para o conteúdo
Buscar
NAVEGUE EM NOSSO SITE
Encontre o que deseja
Você está no perfil:

Mudar Perfil

Agência de Notícias

Buscar
BUSCA DE NOTÍCIAS
Corregedor-Geral do TJBA destaca importância da escuta e do acolhimento aos magistrados e servidores durante abertura de correição em Vitória da Conquista
29 de março de 2023 às 10:56
Corregedor-Geral do TJBA destaca importância da escuta e do acolhimento aos magistrados e servidores durante abertura de correição em Vitória da Conquista

Ouvir e acolher. Esses são os objetivos da Corregedoria Geral do Tribunal de Justiça da Bahia (CGJ/TJBA) com a realização de correição na Comarca de Vitória da Conquista, localizada a 518 quilômetro da capital baiana. Durante a abertura dos trabalhos, o Corregedor-Geral, Desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, destacou que a intenção é se aproximar do 1º grau, auxiliá-los e, assim, promover um aperfeiçoamento da prestação jurisdicional.

Vitória da Conquista conta com três Fóruns – João Mangabeira, Dr. Sérgio Murilo Nápoli Lamego e o dos Juizados -, incluindo todas as salas reunidas neles, que também passam por correição, o Conjunto Penal, os cartórios extrajudiciais e as casas de acolhimento. Ao longo de toda a semana (de 26/03 a 31/03) serão quase 30 unidades correicionadas.

Segundo o Corregedor-Geral, a CGJ busca, com a ida às comarcas do interior, um Poder Judiciário mais forte, coeso, unido e célere. Ele, ainda, fez questão de frisar que esses pilares têm sido encontrados em Vitória da Conquista.

As atividades correicionais são um momento de identificação das oportunidades de melhoria e verificação dos fluxos de trabalho, do acervo processual e das instalações físicas das unidades. O intuito é a busca pelo aperfeiçoamento contínuo dos serviços prestados à sociedade.

“Penso que a Corregedoria não existe só como um órgão fiscalizador, mas existe um somatório de requisitos que o órgão deve ter, dentre eles ouvir, orientar e abraçar”, salienta o Desembargador Rotondano. Durante a abertura dos trabalhos ele deu a oportunidade para os juízes e os servidores falarem suas necessidades, desafios e solicitações.

Na correição de Vitória da Conquista, a CGJ, em parceria com a Presidência do TJBA, através da Coordenação de Atendimento Técnico (Coate), promoveu a entrega de novos computadores para as unidades judiciais, com o objetivo de garantir um fluxo de trabalho mais célere e com maior qualidade.

“O diálogo e a contribuição da Corregedoria para a melhoria dos serviços jurisdicionais locais são fundamentais para a melhor prestação jurisdicional”, explicou o Juiz da Vara do Júri e de Execuções Penais em Vitória da Conquista, Rodrigo Britto.

Antes do início dos trabalhos são realizadas reuniões com os juízes e assessores da comarca, como forma de identificar às demandas mais sensíveis.

Tais estratégias permitem que a equipe designada conheça a realidade de cada região, possibilitando a resolução de demandas junto a setores estratégicos do TJBA, por intermédio da interlocução com a Presidência do Poder Judiciário baiano.

Para o Juiz Titular da 2ª Vara cível, João Batista Pereira Pinto, a ida da CGJ a comarca é um diferencial no que diz respeito ao relacionamento do órgão correcional com o 1º grau.

Jânia de Fátima Santana Rebouças, Servidora administradora dos Fóruns João Mangabeira, Dr. Sérgio Murilo Nápoli Lamego, também comemora a ida da CGJ e compartilha os resultados já alcançados. “Ficamos um pouco distante da capital e com as correições temos a oportunidade de nos ajustar. Hoje já tive uma vitória, estava esperando o recolhimento de alguns móveis e equipamentos inservíveis, e agora, com o auxílio da equipe da Corregedoria, o caminhão já vem buscar amanhã”, conta, sem esconder a alegria.

 

Saiba mais sobre os trabalhos de correição da CGJ 

 

Descrição da imagem: Corregedor-Geral do TJBA ao lado de juízes e servidores da Comarca de Vitória da Conquista e de Salvador. Eles estão no salão do Júri do Fórum João Mangabeira {fim da descrição}. 

#Pratodosverem #pracegover  

Texto publicado: Ascom PJBA