Ir para o conteúdo
Buscar
NAVEGUE EM NOSSO SITE
Encontre o que deseja
Você está no perfil:

Mudar Perfil

Agência de Notícias

Buscar
BUSCA DE NOTÍCIAS
Gabinete do Desembargador Paulo Chenaud começa a utilizar ferramentas de automação desenvolvidas pela Coje
14 de junho de 2021 às 17:16
Gabinete do Desembargador Paulo Chenaud começa a utilizar ferramentas de automação desenvolvidas pela Coje

Robô de triagem por palavra chave, uma ferramenta de extração de dados e um robô de recorte do Diário de Justiça Eletrônico (Clipping). Essas são três soluções tecnológicas que o Núcleo de Inovações da Coordenação dos Juizados Especiais (Coje), do Poder Judiciário da Bahia (PJBA), desenvolveu para as unidades do Sistema dos Juizados e agora compartilha com o gabinete do Desembargador Paulo Alberto Nunes Chenaud.

“As ferramentas desenvolvidas pela Coje possibilitam ao magistrado gerir de forma mais eficaz o acervo dos processos do Sistema PJE, realizando desde tarefas simples / repetitivas (colocação de etiquetas nos autos), até mais complexas (leitura de peças e separação dos processos em lotes por assuntos / temas)”, destaca o Desembargador Paulo Chenaud.

Segundo o Magistrado, “o gestor pode, por exemplo, coletar dados extraídos do EXAUDI, relevantes para o trabalho no momento, e utilizá-los em conjunto com a inteligência artificial para planejar e colocar em prática estratégias que vão reduzir o tempo de análise / tramitação dos autos no gabinete”.

É possível também estabelecer parâmetros e automatizar a colocação de etiquetas nos processos e, melhor, em curto período de tempo, sem, contudo, sobrecarregar o servidor, que poderá realizar outra(s) tarefa(s) enquanto o robô executa a identificação / marcação dos autos.

Para o Desembargador Paulo Alberto Nunes Chenaud, o cidadão também ganha com as aquisições do Gabinete. “Na medida em que há redução no tempo de triagem / análise dos autos, o julgamento da demanda tende a ocorrer de forma mais célere”.

O robô, que realiza triagem de processos com etiquetagem, foi utilizado para organizar o acervo que o desembargador recebeu após a sua nomeação. Já a ferramenta de extração de dados, é capaz de extrair o texto de todas as peças processuais, que estão normalmente no formato PDF, possibilitando uma filtragem por palavras chaves com posterior geração de relatório de processos por tema.

A Coje também compartilhou com o gabinete do Desembargador Paulo Alberto Nunes Chenaud um robô que foi desenvolvido para o núcleo de Recursos Humanos da unidade. Esta automação faz busca por palavras-chave no conteúdo do Diário da Justiça, realizando recortes de publicações referentes a qualquer servidor vinculado ao sistema dos juizados, trabalho bastante oneroso e desgastante para ser feito por um humano. O gabinete reaproveitou a automação para auxiliar na verificação diária de publicações referentes ao Magistrado.

O projeto da Coje , batizado como IAJUS/BA, tem como objetivo prover soluções para apoiar o trabalho dos magistrados e servidores que utilizam os sistemas Projudi e PJe. Caso alguma unidade tenha interesse em usar as ferramentas propostas, basta solicitar à Coje, por meio do Sistema Integrado de Gestão Administrativa (SIGA), para que o apoio possível seja dado.

Texto publicado: Ascom TJBA