Ir para o conteúdo
Buscar
NAVEGUE EM NOSSO SITE
Encontre o que deseja
Você está no perfil:

Mudar Perfil

Agência de Notícias

Buscar
BUSCA DE NOTÍCIAS
TJBA conquista Selo Prata no Prêmio CNJ de Qualidade 2023; vencedores são anunciados no 17º Encontro Nacional do Poder Judiciário   
6 de dezembro de 2023 às 16:43
TJBA conquista Selo Prata no Prêmio CNJ de Qualidade 2023; vencedores são anunciados no 17º Encontro Nacional do Poder Judiciário   

As atividades do 17º Encontro Nacional do Poder Judiciário prosseguem nesta terça-feira (05), no Centro de Convenções de Salvador. O Prêmio CNJ de Qualidade 2023, o anúncio das Metas Nacionais do Poder Judiciário 2024, além de palestras sobre a ampliação do acesso à Justiça, marcam o segundo dia do evento. Na ocasião, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) conquistou o Selo Prata no Prêmio CNJ de Qualidade 2023, na categoria Justiça estadual. Essa é a terceira conquista importante da gestão que acumula dois títulos de primeiro lugar em transparência do CNJ. 

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da Bahia, sob a Presidência do Desembargador Roberto Maynard Frank, conquistou o selo ouro no Prêmio de Qualidade este ano. 

Promovido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com o apoio do TJBA e patrocínio do Governo do Estado e da Prefeitura de Salvador, o 17º Encontro Nacional reuniu mais de 700 participantes de todos os segmentos da Justiça do Brasil.     

Os vencedores do Prêmio CNJ de Qualidade de 2023 foram anunciados na manhã da terça-feira (05/12). O Presidente do Judiciário baiano, Desembargador Nilson Soares Castelo Branco, e o Corregedor-Geral do TJBA, Desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, marcaram presença na ocasião. Na mesma oportunidade, pela primeira vez durante um Encontro Nacional do Poder Judiciário, também foram divulgados os novos critérios da premiação edição 2024.   

Entre as principais mudanças, estão a ampliação do Prêmio Excelência, que passa a premiar um vencedor por cada segmento da Justiça; e o fim da restrição do número de vencedores dos Selos Diamante, Ouro e Prata, que passarão a ser concedidos com base numa faixa de pontuação. 

Os vencedores das categorias do Prêmio CNJ de Qualidade de 2023 podem ser conferidos aqui.  

A Secretária-Geral do CNJ, Adriana Cruz, avaliou positivamente a performance das instituições. “Não é um caminho fácil de ser trilhado, mas tem sido feito com muito empenho”, destacou.

No período da manhã, os Presidentes do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Ministra Maria Thereza de Assis Moura, do Superior Tribunal Militar (STM), Ministro Tem. Brig. Ar Francisco Joseli Parente Camelo; e Tribunal Superior do Trabalho (TST), Ministro Lelio Bentes Corrêa, também, apresentaram o Panorama dos Tribunais Superiores, uma retrospectiva dos resultados alcançados no ano corrente.  

A programação matutina se encerrou com o painel “Caminhos da Eficiência do Poder Judiciário”, que abordou tópicos como os desafios da Inteligência Artificial no Poder Judiciário; o papel dos métodos alternativos de soluções de conflitos; eficiência nas execuções fiscais; e tecnologia e inovação no Programa Justiça 4.0.    

O Presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal, Ministro Luís Roberto Barroso; além dos Presidentes do Superior Tribunal de Justiça (STJ); do Superior Tribunal Militar (STM); e do Tribunal Superior do Trabalho (TST) compuseram a mesa de entrega da premiação. Também estavam na Mesa o Conselheiro e Presidente da Comissão Permanente de Gestão Estratégica, Estatística e Orçamento do CNJ, Richard Pae Kim; a Secretária Geral do CNJ, Adriana Cruz; e o Secretário de Estratégia e Projetos do CNJ, Frederico Montedonio Rego.

Descrição da imagem: autoridades na mesa de honra do evento [fim da descrição]. #pracegover #pratodosverem 

Texto publicado: Ascom TJBA